O calor e o alívio da dor no trabalho de parto


Tempo de leitura: 6 minutos! 😉


Um velho conselho de parteiras tradicionais carrega uma sabedoria que deveria ser lembrada em todos os trabalhos de parto: “quando a mulher sente frio, bebê demora para nascer”.

Parece exagero, afinal, bebês nascem todos os dias em quartos frios de hospitais. É óbvio, mesmo com frio, a mulher dará à luz seu bebê. Porém, não será a forma mais adequada, carinhosa e respeitosa de trazer uma vida a esse mundo. Se nós podemos oferecer aconchego, calor e carinho a uma mulher em trabalho de parto para que ela tenha uma experiência mais tranquila e prazerosa… por que não fazê-lo?

E são tantas formas de trazer o calor para dentro de uma sala de parto que o Empório Materno preparou uma listinha para você complementar o seu trabalho com alguns desses itens ou práticas.

Confira aqui como aquecer o corpo e o coração da mulher que dá à luz um bebê:

  • Chás: além de serem servidos bem quentes, soltando fumacinha e assim aquecer o corpo de quem o sorve vagarosa e tranquilamente, o chá carrega em si um poder medicinal que vai além das propriedades das plantas; está ligado a uma herança ascenstral de nossas antepassadas. Desde períodos pré-históricos e até hoje em sociedades tradicionais, as mulheres são responsáveis pela plantação e a colheita dos legumes, verducharas, frutas e ervas. Não é à toa que toda bruxa, no imaginário popular, é uma personagem feminina: nós aprendemos desde sempre a conhecer o poder das plantas estudando empiricamente suas propriedades. Preparar uma xícara de chá com ervas e água de boa procedência, sempre intuindo vibrações de cura e alívio, tendo o capricho de servi-lo em um linda xícara para a mulher em trabalho de parto, aquecerá o seu corpo e ativará nela essa potência feminina da cura, trará a tona uma memória adormecida dos chás que suas avós ou sua mãe preparam um dia para ela!

Preparar uma xícara de chá com ervas e água de boa procedência, sempre intuindo vibrações de cura e alívio, tendo o capricho de servi-lo em um linda xícara para a mulher em trabalho de parto, aquecerá o seu corpo e ativará nela essa potência feminina da cura, trará a tona uma memória adormecida dos chás que suas avós ou sua mãe preparam um dia para ela!

  • velasVelas: quem atua como profissional do parto sabe muito bem que os hormônios circulantes no corpo da mulher durante o trabalho de parto são os mesmos que se fazem presentes em um momento de intimidade, amor e sexo. As velas fazem parte de ambas experiências, pois conferem ao ambiente a penumbra, a intimidade e o calor necessários para o relaxamento e a entrega do corpo e da mente da mulher em trabalho de parto.  Além disso, a chama da vela acende em nós a sensação de segurança (lembre-se que as fogueiras foram usadas por nossos anscestrais para afugentar animais durante a noite, aquecer seus corpos e preparar seus alimento). Obs.: procure utilizar velas sem aroma, pois o faro da mulher em trabalho de parto é muito aguçado e alguns cheiros podem incomoda-la. E lembre-se que em hospitais não é permito acender velas ou incensos.
  • Bolsas térmicas de sementes e ervas aromáticas: esse tipo de bolsa térmica (diferente das bolsas de gel) alia o poder do calor com a sutileza das ervas aromáticas secas. Podem ser utilizadas diretamente no local onde a mulher sente mais dor durante o trabalho de parto, como a lombar e a barriga. Por serem feitas com sementes e ervas secas conservam o calor por mais tempo e possuem um aroma bem suave que ajuda no processo sutil de relaxamento físico e emocional da mulher.
  • Massagem: depende de cada mulher, mas geralmente quando estão em trabalho de parto, a massagem que faz mais efeito para o alívio da dor, principalmente na lombar, é a mais vigorosa. O toque quente das mãos ajuda a relaxar as fibras musculares, o que traz bas12744138_1693922380887689_2837057885295370183_ntante alívio. Sem contar que o calor humano é uma das formas mais eficazes de nos aquecermos (que o digam os bebês que nascem e vão direto para o colo da mamãe, para o merecido contato pele-a-pele). Para aumentar a eficácia da massagem, deslizando melhor as mãos sem machucar a pele da parturiente, utilize óleos vegetais com ou sem diluição de óleos essenciais!
  • Escaldapés: ajuda muito no relaxamento do corpo e da mente, principalmente na fase de pródromos em que a mulher está ansiosa para que o trabalho de parto engrene logo. Prepare um escaldapés com água quente o suficiente para que ela suporte ficar com os pés na bacia, junte alguma erva aromática (pode ser camomila, erva doce etc.), um pouco de sal grosso, gotinhas de óleos essenciais e pétalas de rosas – para trazer beleza e romantismo ao momento. Complete o clima com velas para iluminar sutilmente e arquecer o ambiente e deixe tocar uma música bem suave e tranquila. Aproveite esse momento para massagear as costas da gestante e potencializar ainda mais o relaxamento.
  • Banhos terapêuticos: pode ser de chuveiro ou imersão (banheira). O efeito da água quente em contato com a pele é mágico e extremamente eficaz para aliviar as dores e desconfortos durante o trabalho de parto.12633582_10208355340391248_7206123664368197418_o

Outras dicas importantes:

  • Reduza/desligue o ar condicionado:a sensação térmica da mulher em trabalho de parto oscila muito. Em um momento ela pode estar com muito frio e no seguinte tirando toda a roupa, suando de calor. O ar condicionado mantêm uma temperatura constante e demora para aquecer e/ou esfriar o ambiente. Principalmente durante o nascimento do bebê esse aparelho deve estar desligado, pois os bebês perdem calor muito rápido e ainda vão demorar algumas boas semanas para se adaptarem sozinhos às mudanças de temperatura do mundo aqui fora.

Se nós podemos oferecer aconchego, calor e carinho a uma mulher em trabalho de parto para que ela tenha uma experiência mais tranquila e prazerosa… por que não fazê-lo?

  • Tenha um ventilador ou um leque por perto: como dissemos anteriormente, a sensação térmica da mulher em trabalho de parto oscila muito. Se ela começar a sentir muito calor, o melhor mesmo é ter um ventilador ou leque para direcionar melhor o vento de forma mais rápida. Ao desligar o ventilador ou parar de abana-la com um leque, a temperatura tende a subir de forma mais natural e rápida do que se o ar condicionado estivesse ligado.
Anúncios

Muito obrigada pelo seu comentário! Responderemos o mais breve possível! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s